A nutrição se torna radical

08:55 Drª Ana Paula Araújo 0 Comments

"Radicais livres" não são, como pode parecer, membros de um grupo político dos anos sessenta. Trata-se , na verdade, de uma das descobertas nutricionais mais excitantes da atualidade. Radicais livres são pequenas moléculas com um elétron a mais. Eles se chocam contra os tecidos à procura de elétrons para capturar. Esse ataque fere as membranas celulares e pode danificar os códigos genéticos de DNA dentro do núcleo.

Quando um elétron é liberado, a molécula da qual ele sai é transformada em outro radical livre, fazendo com que mais células se danifiquem. Ocorre uma reação em cadeia. Os danos provocados pelos radicais livres estão relacionados com coenças cardíacas, câncer, senilidade, problemas inflamatórios , mal de Parkinson, piorréia e catarata . A lista é a cada vez maior.

De onde vêm os radicais livres? Alguns podem ser gerados a partir da poluição do ar, da luz ultravioleta, da fumaça de cigarros, de alguns remédios e até mesmo de algumas funções normais do corpo. Tendo em vista que essas "balas perdidas" estão literalmente ao nosso redor, como podemos nos proteger delas ? Fácil. A mãe natureza nos deu um grupo de elementos chamados oxidantes. Como um colete à prova de balas, os antioxidantes protegem nossas células, ao varrer os radicais livres, ligando-se a eles e carregando-os para fora do nosso corpo. Os antioxidantes podem ser minerais, vitaminas, enzimas ou elementos "anutrientes". Os antioxidantes mais conhecidos são vitaminas C e E, o selênio e o beta-caroteno.

Isso tudo se torna possível através de um exame no consultório. Medir a quantidade de Radicais Livres que cada indivíduo produz, dando o direito de uma alimentação personalizada, ingerindo somente o necessário para a sua saúde. Avaliação com hora marcada pelo telefone 36293987.

You Might Also Like

0 comentários :